Aqui Tailandia


PAPA FRANCISCO QUER MAIS INVESTIMENTO ISLÂMICO NA EUROPA - 16Jan2018 09:06:00



Terça-feira, 16 de janeiro de 2018
por Antonius Aquinas

Não surpreendentemente, o suposto chefe da Igreja Católica, Jorge Bergoglio, do Papa Francisco, inaugurou 2018 com outra denúncia daqueles que querem preservar o que resta da civilização ocidental.
.
Em um discurso de Ano novo que a Igreja agora chama de "Dia Mundial da Paz", em vez do dia da festa tradicional, Bergoglio mais uma vez rotulou aqueles que querem restringir a migração coerciva de terços-mundos em culturas ocidentais como "semeadores de violência "xenófobo" e pessoas que "discriminam racialmente".

Francisco continuou suas críticas aos opositores à imigração como sendo "culpado" de "degradar a dignidade humana devido a todos como filhos e filhas de Deus".
.
Uma verificação de realidade é para Francisco: a grande maioria dos migrantes são muçulmanos, que são principalmente jovens do sexo masculino. Eles não são "filhos e filhas" do Deus cristão, e, pelo menos, um pouco ofendidos como sendo categorizados como tal!
.
Claro, para aqueles que realmente prestam atenção a este cretino, isso não é novidade. Desde o início de seu abominável "papado", Bergoglio repetidamente empurrou as causas do lado esquerdo e do lado esquerdo. O que é pior, no entanto, é que Bergoglio é um herege que proferiu uma série de heresias que o desqualificaram de ser papa da Igreja Católica. Não só demonstrou sem dúvida que ele é um herege, mas não pode ser papa por motivos teológicos. O apóstata argentino foi ordenado nas inválidas ordens pós-Vaticano II, que não conferem graça sacramental. Ele não é um verdadeiro bispo, já que ele também foi consagrado no novo rito. Bergoglio é simplesmente um leigo disfarçado de papa.
.
No entanto, "Papa Francisco" tem liderado por quantidades ainda maiores de imigração, excoriando qualquer um que se opõe a ele, sugerindo que esses pensamentos são "pecaminosos". Ele usou a cadeira, na qual ele se senta de forma ilegítima, tanto de forma imoral como não histórica .
.
No caso de Bergoglio não saber disso, os papas eram o principal baluarte contra os repetidos ataques muçulmanos contra a cristandade no passado. Foram os papas que encorajaram e inspiraram os príncipes e poderes ocidentais a tomar as armas e repelir os maometanos e recuperar o território cristão, o mais importante da Terra Santa durante a era das Cruzadas. Se não fosse pelos papas, a Europa talvez já tenha sido invadida pelo Infiel ou, pelo menos, a maior parte de suas terras está comprometida.
Papa Urbano II
Embora seja imperativo que os inimigos do Ocidente dos gostos de Bergoglio sejam repreensíveis e, se possível, removidos de suas posições de poder, os oponentes da migração em massa também devem abordar o pesadelo demográfico que a Europa enfrenta. As taxas de natalidade europeias caíram em níveis insustentáveis ??e se as tendências não são revertidas, o homem ocidental se dirige para a extinção, senão a marginalização nos assuntos globais.
.
As diminuições nas taxas nativas de natalidade européia são decorrentes de factores económicos e culturais: (1) os rendimentos reais caíram continuamente no oeste, o que agora exige que muitas mulheres entrem no local de trabalho em maior número para compensar o declínio; (2) O Estabelecimento empurrou vigorosamente a ideia das mulheres em papéis profissionais e a idéia absurda de "mães trabalhadoras". 
 .
As mulheres que trabalham durante seus anos mais férteis, naturalmente, diminuirão o número de nascimentos de crianças. Existem, é claro, outros factores culturais - divórcio, contracepção, aborto - que têm efeitos sobre baixas taxas de natalidade, todos os quais precisam ser considerados antes de poderem retornar a um continente europeu mais populoso.
.
A política externa contribuiu para a crise da migração. A política dos EUA de mudança de regime no Iraque, na Líbia e suas tentativas de fazê-lo na Síria e agora o Irão desalojou milhões, facilitando os poderes que devem orquestrar seus esquemas coercivos de migração em massa.
.
Não pode haver nenhum compromisso sobre a imigração em massa, o futuro dos povos europeus e suas realizações do passado glorioso estão no equilíbrio. Enquanto os inimigos da civilização ocidental, como "Papa Francis", querem erradicar esse legado, ainda há números significativos que compreendem a importância de preservar seu passado e a promessa de seu futuro.
.
Para aqueles que procuram a sobrevivência do homem ocidental, deve ser adotada a atitude heróica do estadista romano, Cato Elder, que, após cada discurso, pediu a destruição do inimigo letal de Roma, "Carthago delenda est." Espero que os defensores da migração em massa compartilha o mesmo destino que os cartagineses.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/XeZ4-sXpWlQ/papa-francisco-quer-mais-investimento.html

M. Fátima Bonifácio Opinião - 16Jan2018 08:48:00

Chico-espertismo

A remoção de Joana Marques Vidal não evitará o julgamento de Sócrates. Mas poderá facilitar o seu adiamento para depois das eleições.
Uma das principais especialidades do primeiro-ministro António Costa consiste em fazer dos cidadãos parvos. Anteontem abri o PÚBLICO online e deparei com a notícia ? ?Ministra da Justiça abre porta de saída à actual PGR?. Bingo! Há meses que se especulava se António Costa teria a coragem ? ou o desplante ? de não reconduzir a actual procuradora-geral, Joana Marques Vidal, empossada no cargo em Outubro de 2012. 
 .
Van Dunem, ministra da Justiça, essa limitou-se a fazer de porta-voz da decisão de António Costa de expelir Joana Marques Vidal da PGR (o argumento invocado é risível, e lá irei mais adiante). Ou mais exactamente: coube à ministra ir preparando o terreno para a decisão talvez mais controversa e suspeita de todas quantas decisões controversas e suspeitas Costa já tomou até hoje.
António Costa tem sido gabado por ter conseguido, graças à sua egrégia habilidade política, estabelecer em torno do Partido Socialista e da ?geringonça? um cordão sanitário que deixe ambos ? e que o deixe também a ele pessoalmente ? ao abrigo de uma jorrada de lama possivelmente lançada pelo desenvolvimento do ominoso caso de José Sócrates. Esta estratégia apenas tem resultado em virtude da amnésia e da distracção do país. 
 .
Com efeito, quase ninguém ainda se lembra de que António Costa era o número dois do ?engenheiro?, e quase ninguém repara que o pessoal político que rodeia o primeiro-ministro e integra a ?geringonça? é basicamente o mesmo que rodeava Sócrates, a começar pelo próprio Costa, passando pelos ministros mais importantes, Santos Silva e Vieira da Silva, e a acabar no secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques; o rasto de Sócrates chega também à Câmara Municipal de Lisboa na pessoa do presidente da câmara, Fernando Medina, que cedo se transformou num apaniguado do círculo mais promissor do ?costismo?.
.
António Costa conseguiu duas coisas: silenciar a sementeira socrática acantonada no PS e na ?geringonça?; passar a impressão, aliás verdadeira, de que Sócrates não podia contar com o Partido Socialista para o proteger. Sócrates retribuiu-lhe a gentileza com uma confidência que o Sol tornou pública, na qual catalogava o ex-amigo e ex-companheiro político como um ?merdas? sem ?tomates para ser primeiro-ministro?. 
 .
Excelente para Costa: entre os dois, qualquer tipo de relações estavam cortadas sem apelo. Estavam, estão e estarão. Por que raio de motivo quer agora Costa livrar-se de Joana Marques Vidal, a procuradora a quem se deve, entre outras, a abertura da Operação Marquês, que resultou na acusação do ex-primeiro-ministro de gravíssimos crimes e cujo julgamento deverá (ou deveria) iniciar-se ainda em 2018?
.
O julgamento, a iniciar-se, como deve (ou deveria), lá para o Outono do ano corrente, vai certamente prolongar-se por muitos meses (ou até anos). Com toda a probabilidade, o julgamento de José Sócrates estará em curso ao longo de 2019, ano de eleições em Maio/Junho (para o Parlamento Europeu) e em Setembro/Outubro (para a Assembleia da República). Ora a ?ferocidade? do ?animal? (?eu sou um animal feroz?, disse Sócrates) não deve entretanto ter-se amansado, bem pelo contrário, deve ter-se assanhado. 
 .
E, portanto, é certo e sabido que o acusado usará do direito legal de indicar as suas testemunhas, que não podem recusar-se a depor, presencialmente ou por escrito. E que testemunhas chamará ele de preferência? Os seus anteriores cúmplices ou simplesmente coniventes, alguns deles hoje no Governo, a começar pelo primeiro-ministro. Estão a imaginar ministros e quadros do PS a peregrinar para o Campus de Justiça na Expo? Estão a imaginar a que maquinações Sócrates recorrerá para produzir o máximo de escândalo público?
.
A remoção de Joana Marques Vidal, per se, não evitará o julgamento. Mas poderá facilitar ou promover o adiamento para depois das eleições, quando já nada afectará os resultados eleitorais.
.
O chico-espertismo escuda-se num pobre argumento jurídico-político. Disse Van Dunem à TSF, citada pelo PÚBLICO de 10.01.18: ?A Constituição prevê um mandato longo e único. Historicamente, é a ideia subjacente ao mandato.? Acrescentou ainda a ministra que após o caso Cunha Rodrigues, que permaneceu no cargo de 1984 a 2000, ?o que se estabeleceu foi um mandato longo e um mandato único?. Infelizmente, é falso.
.
Primeiro: a Constituição, revista em 1997, não proíbe expressa e imperativamente a renovação ou extensão do mandato de procurador-geral, nem tão pouco a sua exoneração antes de completado o prazo previsto do seu exercício (art.º 220; art.º 133/alínea M). E só porque o não proíbe é que Cunha Rodrigues pôde por lá estanciar durante 16 anos, até 2000.
.
Segundo: não existe nenhuma tradição doutrinária consolidada que obrigue à substituição de Marques Vidal em Outubro deste ano: antes de Marques Vidal, tivemos desde o 25 de Abril cinco procuradores-gerais: Pinheiro Farinha, 1974 a 1976 (dois anos); Arala Chaves, 1977 a 1984 (oito anos); Cunha Rodrigues, 1984 a 2000 (16-17 anos); Souto de Moura, 2000 a 2006 (seis anos); Pinto Monteiro, 2006 a 2012 (seis anos). 
 .
Ou seja, em cinco procuradores-gerais que estiveram em exercício entre 1974 e 2012, só dois cumpriram o mandato pseudo-tradicional de seis anos. Três deles foram atípicos ? acaso se tivesse estabelecido um mandato tipificado, que os números mostram não ter sido o caso. Dois casos em cinco não fazem uma tradição histórica.
Conclusão: a evacuação de Joana Marques Vidal, a coberto de desculpas esfarrapadas, é uma decisão puramente política, que convém a António Costa e, por extensão, aos seus camaradas de partido e de Governo.
.
Tudo aconselhava o prolongamento do mandato de Marques Vidal, desde a sua competência, lisura e coragem, até à notória inconveniência de a remover numa circunstância em que a Justiça portuguesa passa pela sua maior prova. Paradoxalmente, é precisamente por causa desta circunstância e por causa das raras qualidades da procuradora-geral que esta se torna um estorvo para António Costa.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/03KTM4MPpM4/m-fatima-bonifacio-opiniao.html

"RUI RIO LAVA MAIS BRANCO" - 15Jan2018 21:58:00


Rui Rio já começou a limpeza do PSD: novo líder chamou Diabo e informou-o de que estava dispensado

Mário Botequilha 15 de Janeiro de 2018





Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/YLoyP9UXEuc/rui-rio-lava-mais-branco.html

"GOVERNAR PARA AS CLIENTELAS ELEITORAIS" - 15Jan2018 21:07:00

                                                                         A FRASE
"Mas porventura mais do que ganhar as eleições em 2019, Rui Rio devia ter como ambição ser o rosto do país que não se reconhece no Portugal que temos e, por inerência, não se reconhece num governo da geringonça que governa para clientelas eleitorais e para deixar tudo como está ? ou ainda pior do que está. Isso significa que tem de ser o rosto não apenas da alternativa ?às esquerdas?, mas ser alternativa ao PS ? seja esse PS o de António Costa ou outro qualquer."
José Manuel Fernandes


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/3jHvgjovu8c/governar-para-as-clientelas-eleitorais.html

" A MINISTRA E A MODERNIZAÇÃO DA JUSTIÇA DE EM PORTUGAL" - 15Jan2018 20:51:00

Ministra diz estar em curso revolução na modernização da justiça

A ministra da Justiça considerou hoje que o projeto 'Tribunal +', inserido no programa 'Justiça +', está em expansão, é "ambicioso" e promete fazer uma "revolução da justiça" em termos de modernização e simplificação dos tribunais.

Ministra diz estar em curso revolução na modernização da justiça
Há 1 Hora por Lusa


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/FZ220Pcoohs/ministra-e-modernizacao-da-justica-de.html

TAILÂNDIA:"COMBATE À CORRUPÇÃO" - 14Jan2018 06:19:00

File Photo

Foto do arquivo
Lei de corrupção aperta limites
.
Política 14 de janeiro de 2018 07:00
.
Por KAS CHANWANPEN - The Nation
A NOITE DE DOMINGO
.
A NOVA BOLSA PODERIA TRAZER OS SERVIÇOS CIVIS MAS OS LUTADORES CONTRA A CORRUPÇAO DIZEM QUE É JUSTIFICADO
.
Em um futuro não tão distante, os funcionários públicos podem encontrar-se em um local apertado após a promulgação do novo projecto de lei sobre o conflito de interesses. Mesmo receber um pequeno presente poderia ser um crime punível com até cinco anos de prisão.

O projecto de lei, que já aprovou sua primeira leitura da Assembleia Legislativa Nacional, proibiria os funcionários públicos e sua família imediata de receber presentes, benefícios ou ofertas, como um desconto especial, isenção de juros ou remissão.
.
Isso é independente de quem os parceiros podem ser. Mesmo as transacções entre amigos íntimos e membros da família poderiam levar um funcionário público a uma acusação criminal.
.
Embora a legislação seja uma resposta à necessidade primordial do país de um mecanismo de enfrentamento de corrupção, surge a questão de como as regras rigorosas afectarão a vida quotidiana de milhões de funcionários públicos.
.
Durante uma sessão de reunião de opinião na semana passada, um homem que afirmou ser um funcionário do Ministério da Saúde Pública disse que as pessoas que trabalham para o governo não eram apenas servidores públicos, eram pessoas com vidas sociais e pessoais.
.
"Todos nós temos amigos de longa data, melhores amigos, que nos oferecem presentes e gentileza. Esta lei proibirá uma representação do amor nessas amizades? ", Disse ele. Ele pediu aos legisladores para reconsiderar e não tirar a vida social daqueles que servem o público.
.
No entanto, os adversos a oferta de presentes Mana Nimitmongkol e Sangsit Piriyarangsan vêem as regras controversas como justas.
.
Mana disse que quanto mais rigoroso for o regulamento, melhor. Isso tornaria mais fácil para os servidores públicos trabalhar e viver. "Quando a lei é escrita com muita clareza, os responsáveis ??podem trabalhar em conformidade. Isso é diferente da situação actual em que a lei é ambígua e um vasto número de comités tem que ser configurado ", disse o activista anti corrupção.
.
"Mais importante ainda, quando a lei não é clara, os funcionários públicos devem ser ainda mais cuidadosos.
.
"Qualquer ato poderia cair na ampla definição de corrupção e eles poderiam facilmente ser condenados".
.
Algumas pessoas estavam preocupadas com o fato de que a nova lei poderia suscitar queixas desnecessárias, causando problemas tanto para os responsáveis ??como para os defensores. No entanto, Mana disse que havia mecanismos existentes que poderiam impedir esse jogo sujo.
.
O tribunal de corrupção recentemente criado, disse ele, teve todos esses mecanismos de dissuasão.
.
Sangsit, um membro do Conselho Nacional de Reforma e um daqueles que impulsionaram o projecto de lei, disse que tais regras rígidas eram comuns em muitos países.
.
Alguns deles criaram uma barra ainda mais premente, proibindo que os funcionários públicos recebessem presentes com um valor de mais de US $ 10 ou aproximadamente Bt300, disse ele. Na Tailândia, o limite actual foi de Bt3,000.
.
Ambos os invasores de graft disseram que a honestidade era um valor fundamental que todos os funcionários públicos deveriam segurar.
.
Sangsit disse que os funcionários públicos eram extraordinários, pois tinham o poder público e seus rendimentos eram provenientes do dinheiro dos contribuintes. Não seria apropriado que eles tivessem um conflito de interesse, disse ele.
.
"Este não é mesmo um sacrifício; é uma responsabilidade ", disse ele. "Você ganha dinheiro com os contribuintes para que você não consiga obter mais do que isso. Se você quiser mais, você pode encontrar um lugar melhor no setor privado ".
.
Sangsit disse que, como expressão de amor e lealdade na amizade ou em qualquer relacionamento, receber um pequeno presente no valor de Bt2,000 (cerca de 50 euros) era mais que suficiente.
.
Um funcionário recentemente aposentado que tinha servido em um cargo executivo, que pediu para não ser nomeado, disse à The Nation que sempre fora a norma não aceitar presentes caros. A cultura de reciprocidade torna muito fácil para os funcionários públicos abusar do seu poder em troca desses presentes, disse ele.
.
No entanto, o funcionário veterano disse que, na realidade, a lei pode não ser tão problemática quanto as pessoas pensavam. Era difícil examinar todos e ele acreditava que a maioria dos funcionários públicos não ficaria preocupada com a legislação, disse ele.
.
"Eu acho que seria mais difícil para alguns casos muito óbvios. E somente os funcionários ou políticos de alto nível seriam o alvo. Outros poderão continuar com suas vidas normais bem ", disse a fonte.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/P_O4yWMUFKo/tailandiacombate-corrupcao.html

EU, O GENERAL, ANGOLANO, E SEUS DOIS CAPANGAS - 14Jan2018 02:46:00



Há uns oito anos pessoa amiga telefonou para minha casa a informar-me que três indivídios de Angola necessitavam de falar comigo pois estavam interessados em importar artigos da Tailândia, indicando-me o hotel onde estavam hospedados.
.
Pela tarde do mesmo dia dirigi-me ao hotel e no restaurante conversei com os três. Estavam interessados em arroz e a primeira encomenda seria de 100 toneladas. Não seria só arroz, mas óleo vegetal, fósforos, isqueiros e mais outras grandes quantidades de outros produtos que na Tailândia existe em abundância.
.
Ora eu no dizer deles seria o seu agente em Banguecoque e a oferta de uma comissão, nos produtos importados, valor fob 3%. Quando a esmola é grande o pobre desconfia e eu duvidoso no negócio da China que ali me era proposto!
.
Terminada a reunião dei meu cartão com morada, telefone e e-mail. Pedi o cartão deles e não tinham. Porém num pedaço de papel escrevi seus nomes. Ao chegar a casa ligo o computador, escrevo seus nomes  e um deles (o que me pareceu o chefe) era um general do exército angolano.
.
No entanto procurei os produtos no mercado, enviei-lhe os preços e tudo estava, para eles conforme, só o pagamento é que não, pretendiam pagar a mercadoria depois de desembarcada em Luanda, operação impossível porque nenhuma empresa exportadora, venderia seus produtos neste sistema. Desinteressei-me de trabalhar com tal gente.
.
Depois de tanto matutar, o General e seus dois capangas, vieram (sem ponta de dúvida) a Banguecoque (centro mundial da pedraria) vender diamantes pilhados.
José Martins


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/WBCXPz2rGdE/eu-o-general-angolano-e-seus-dois.html

Alguém consegue chegar este email ao Presidente de Angola - 14Jan2018 01:58:00

Manuel Vicente ao encontro de João Lourenço em Espanha


 
Fonte: Club-k.net

No passado mês de Junho, Manuel Vicente   foi referenciado  pela arguida brasileira  Monica Mouro  do caso Lava Jato que julga o maior escândalo de corrupção no Brasil. Apesar de ter sido citado não há informação de que venham a ter problemas  com as autoridades judiciais brasileiras.

Manuel Vicente tem problemas de perseguição judicial em Portugal, onde o acusam em casos de corrupção. Desde então nunca mais deslocou-se a capital portuguesa e ao mesmo tempo tem evitado ir para alguns países europeus com destaque para a  Inglaterra onde costumava a viajar com frequência para tratamento médico.  Agora,  para  as questões de saúde tem intercalado entre Singapura e Austrália.
Francamente estou cansado que as cúpulas angolanas continuem a tratar o povo Português como colonizador, racista etc etc etc

A grande maioria dos Portugueses nada lucrou com Angola antes pelo contrário e quando os acusam de racistas, francamente será que essa gente de angola se está a ver ao espelho????

Ou será essa a forma de os DDT`s "Donos daquilo tudo" maioritariamente generais "Pim pam pum" continuarem a cimentar um ódio que na verdade não é reciproco.

Estou tão cansado e farto, que até chego a pensar que nada deveria ser melhorado no relacionamento entre os dois Países, até que o regime angolano saldasse tudo o que deve aos Portugueses.

Cada vez tenho uma opinião mais sólida de que Portugal para ter uns milhares de Portugueses a trabalhar em Angola e ter umas poucas empresas a trabalhar lá e ou para lá, está a ter elevados custos para os contribuintes Portugueses, dado que Angola, a nós, não nos paga nada do que recebe... vai salvando as empresas Portuguesas os seguros e as linhas de credito que são criadas a saber sem respaldo de Angola.... e quem paga quem é ??????????

É altura de o regime angolano saldar o que nos deve (gente ligada ao regime comprou meio Portugal), com empréstimos que não pagaram, veja-se o caso do BES Angola?

Fizeram um género de privatização (analizado aos factos uma expropriação) de bancos, comunicações etc etc para donos bem conhecidos. Até há data que capitais entraram em Portugal dessas pseudo vendas???? e quem pagou quem foi ??????????

Recordo ainda os grandes interesses que o regime de Angola detém em Portugal, adquiridos com empréstimos da banca portuguesa e que não está a ser pago... e quem tem vindo a pagar quem é ???

Finalizo este raciocínio, relembrando a divida que nunca foi paga há antiga PT, TAP, BCP etc etc etc e quem pagou e continua a pagar... quem é ??????????

Entretanto Países como a China e a Rússia vão continuando a tirar os recursos daquele povo,(evidentemente com a complacência do regime) nem que seja para construir "coisas" para cair ou investindo em "outras coisas" que nem trabalham ou quiçá na exploração de recursos naturais em que nenhuma tecnologia de ponta é aplicada ou necessária (perdão, necessit a de armas para matar os próprios cidadãos angolanos)... mas vamos ao caso actual.


O presidente angolano, João Lourenço, afirmou há dias que as relações entre Portugal e Angola vão "depender muito" da resolução do processo de Manuel Vicente e classificou a atitude da Justiça portuguesa como "uma ofensa" para o seu país.

Mas será que o homem não entende que em democracia há separação de poderes e está convencido que Angola é um País credível internacionalmente ? 

- Se está expliquem-lhe que só para chineses que até a terra lhe levam por barco para a China...

Vejamos,

In Expresso curto 

-"Luanda desafia Lisboa a denunciar acordo judiciário". Luanda acusa o MP português de ?má fé? e de fazer tábua rasa dos tratados internacionais que ligam os dois países. Porque Será ??????

-MP assume que não confia na Justiça angolana. Envio de processo de Vicente para Angola não permitiria ?a boa administração da Justiça? porque aquele país não daria ?prosseguimento ao processo?.


A ser em Angola a justiça credível porque muitos pequenos empresários foram impunemente alvos de situações iguais e esta porque Angola está a ser processada nos Estados Unidos, por roubo aos Investidores Americanos como demonstra o caso seguidamente relatado: 


"Já é ponto assente que João Lourenço começou o seu mandato presidencial de forma surpreendente e afirmando um poder e determinação que poucos esperavam. Contudo, o exercício da Presidência é um caminho com vários momentos e questões fundamentais, e não se esgota num momento inicial.


Uma das questões fundamentais, e que tem impedido o desenvolvimento económico de Angola, é a insegurança jurídica com que se deparam os investidores estrangeiros. Não raras vezes, um investidor não angolano vê-se privado do seu investimento, do seu dinheiro e dos seus bens pelos ?sócios? angolanos, geralmente ministros ou generais, não conseguindo apelar para a justiça ou tribunais nacionais, que estão sempre sob controlo desses mesmos ministros ou generais. Esta história tem-se repetido inúmeras vezes.

É neste contexto que se enquadra um caso que tem sido amplamente reportado pelo Maka Angola. Em causa está, por um lado, a actuação do general António Francisco de Andrade e dos seus filhos, do capitão Miguel Andrade e da procuradora da República Natasha Andrade, e, por outro lado, os interesses lesados do investidor Chris Sugrue.

Depois de ter tentado resolver a questão em Luanda ? onde enfrentou a constante conivência das autoridades angolanas com os actos legais do general António Andrade e dos seus filhos, especialmente por parte da procuradora Natasha Andrade, respaldada pelo seu superior hierárquico, João Maria de Sousa ?, Chris Sugrue teve de recorrer aos tribunais dos Estados Unidos da América.

Assim, deu entrada no passado dia 15 de Novembro de 2017, no Tribunal do Distrito de Colúmbia dos Estados Unidos da América, uma acção proposta pela Africa Growth Corporation (AGC), empresa com sede nos Estados Unidos, contra a República de Angola, o general Higino Carneiro (enquanto antigo Governador de Luanda), o general João Maria de Sousa (enquanto procurador-geral da República), o general António Francisco de Andrade e os seus filhos Miguel e Natasha Andrade.

A empresa americana diz, utilizando linguagem popular, que foi vigarizada e roubada em mais de 55 milhões de dólares pelo general e sua família, com a cumplicidade e cobertura dos órgãos do Estado angolano, designadamente o Governo Provincial de Luanda e a Procuradoria-Geral da República. Assim, temos uma situação em que os desmandos de cidadãos angolanos colocam em causa toda a credibilidade da República.

Como é que um investidor estrangeiro vai colocar o seu dinheiro em Angola, sabendo que pode ficar sem ele e que não quaisquer mecanismos para se defender? É este o teste internacional a que Angola está neste momento a ser submetida nos tribunais norte-americanos.

Na acção judicial contra Angola e os indivíduos referidos, a AGC alega que investiu em Angola com boa-fé, no pressuposto de que Angola observava e aplicava as suas próprias regras de direito e protegia os direitos dos investidores estrangeiros. E conta que, em Janeiro de 2015, adquiriu legalmente em Luanda determinadas propriedades imobiliárias e comerciais, cujos títulos registou. A AGC geriu vários complexos de apartamentos nessas propriedades, que foram posteriormente arrendadas a residentes angolanos e a funcionários de empresas estrangeiras que operam em Angola.

Acontece, segundo a empresa americana, que os réus conspiraram para usar documentos fraudulentos, com a cobertura do governo angolano, intimidação e força de armas. E através desses meios obtiveram o controlo da empresa em Angola, assim conseguindo apreender, expropriar e transferir ilegalmente os bens americanos para o nome da procuradora angolana Natasha Andrade. Mais, afirma a proponente da acção judicial que esses actos foram tomados em clara violação do direito angolano e internacional e auxiliados e encorajados pelos governantes angolanos. Neste caso, Higino Carneiro e João Maria de Sousa.

A AGC acusa os réus de terem tomado as suas propriedades em Angola sem qualquer compensação, de forma discriminatória e sem o devido processo legal, e que ao tomarem as suas propriedades os réus exerceram discriminação com base na nacionalidade dos accionistas da AGC, em violação do direito internacional.

Consequentemente, a queixosa requer ao tribunal americano que proceda de acordo com a lei para recuperar o valor dos bens desviados a favor do general Andrade e família, com a cumplicidade do procurador-geral João Maria de Sousa e o (ex)-governador de Luanda, Higino Carneiro.

Neste sentido, e se o tribunal americano der como provadas as alegações da empresa AGC, pode ser ordenada a apreensão nos Estados Unidos, e em países com os quais os EUA tenha certos acordos de cooperação em matéria judicial, de bens pertencentes ao Estado angolano, ao general Higino Carneiro, ao general João Maria de Sousa e aos Andrades.

O mau funcionamento das instituições angolanas criou assim um problema internacional. Se o Ministério Público angolano funcionasse e não protegesse os seus, se os tribunais angolanos funcionassem, não caberia a um tribunal norte-americano encarar uma intervenção deste género.

É esta a relevância nacional e política deste caso judicial. Na realidade, estamos perante um caso-teste para o funcionamento das instituições angolanas e da seriedade do novo presidente da República. Será que o Estado angolano ? representado pelo seu novo presidente ? é capaz de garantir que a Justiça funcione e que as pessoas possam defender os seus direitos? "

Quantos pequenos empresários Portugueses foram alvos de roubos iguais a este ?

E onde está a Justiça Angolana ?

Divagando nos meus pensamentos, sou levado a pensar que a justiça angolana deve estar ainda a estudar o caso da Justiça Portuguesa com os submarinos... (teve condenados na Alemanha que foram absolvidos em Portugal)... e o mais recente da Tecnoforma (condenada pela CE e arquivada em Portugal).


José Flores

Advogado

 Ler mais





Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/g0wuiEUTbAw/alguem-consegue-chegar-este-email-ao.html


Regabofe descarado - 13Jan2018 14:36:00

13 Janeiro, 2018
Ana-Catarina-Mendes-Antonio-Costa
Ana Catarina Mendes diz que PS ?mantém todas as suas posições em relação à substância do diploma? sobre o financiamento dos partidos.
Quem ainda se surpreende com a amoralidade e total falta de vergonha do PS?



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/6t-72fcrBO8/regabofe-descarado.html

RUI NASCIMENTO: TREINADOR DE FUTEBOL NA TAILÂNDIA - 13Jan2018 12:39:00



Rui António Nascimento, um treinador de futebol português, que consigo trouxe, para a Tailândia, a técnica do famoso jogo da bola, luso, que se vai firmando na Tailândia que praticamente, há 20 anos, era desconhecido no Reino, embora tenha sido os portugueses os primeiros homens da Europa a travarem relações com as gentes tailandeses há 507 anos. 
 .
Actualmente, na Tailândia, rara é a pessoa que não conheça o Cristiano Ronaldo, a equipa das quinas que conquistou o Euro 2016. Ainda, mais,poucos conhecem ter sido os portugueses que levaram o futebol para a Europa que mais tarde os ingleses viriam a divulgar e estender-se a todo os países do Globo terrestre. 
Ontem, dia 12 de Janeiro de 2018, fomos conhecer Rui Nascimento a seu local de trabalho, precisamente, no Estádio do Army F. C., (clube que representa o Exército Tailandês) a uns escassos quilómetros do centro da cidade de Banguecoque.
 .
Recebidos simpaticamente pelo Rui que desde logo nos convidou para assistirmos a um treino num dos relvados adjacente  ao estádio e fomos apresentados ao Presidente Senhor Sumchai que agradecemos o acolhimento tido.
.
Rui Nascimento segue-se a outros treinadores, na Tailândia, portugueses: prof. Henrique Calisto, o jovem Mário Lemos que depois de dirigir os júniores do Muangthong United, partiu para a Coreia onde já fez, com sucesso, quatro  épocas, Rui Bento que de momento ao serviço da FPF, Manuel Cajuda, actualmente na China. Como técnico temos o Luis Viegas, há 5 anos, no Bangkok United F.C. Seguem imagens do treino de ontem dirigido por Rui Nascimento.
Rui Nascimento junto ao Senhor Sumchai, Presidente/General Manager ndo Army F. C.
As quatro figuras basilar do Army F.C.: Rui Nascimento, Senhores Sumchai e Aof e o preparador físico (português dos quatro costados), Mauro Santos.
Os atletas chegam ao campo e preparam-se para o treino...
Estendem-se por ali a desentorpecer as pernas. Alguns sós outros auxiliados pelos colegas...
Há que carregar a baliza, não vai tardar um jogo entre eles...
Todos por um e um por todos... Há ali uma camaradagem excelente...
Uma corridinha de aquecimento....
O relvado onde se procede ao treino e o pano de fundo de arquitectura moderna...
Rui Nascimento a comandar seus atletas em campo.... Outras imagens que se seguem não necessitam de legendas... Estamos perante um treinador que no meio do campo dirige os seus homens. Não nos resta dúvidas, pelo que observamos, termos pela nossa frente um grande treinador e condutor de homens!
E toca que toca a arrumar a baliza do local onde foi retirada...
Mauro Santos e õptimo relacionamento com os atletas...
Contra-luz. Esta cidade, Banguecoque, que não pára de crescer!!! Cada vez mais enorme e que bem a conheci de casa de madeira e térreas. Vi crescer esta criança hoje voltou senhora moderna!
O Rui a caminho da fama! Entrevistado para o canal televisivo Canal 5
Fotos e imagens de José Martins




Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/Rpbe_LKqWA8/rui-nascimento-treinador-de-futebol-na.html

O problema do dolar - 13Jan2018 10:16:00