Aqui Tailandia

Bancos tailandeses "preparados" em meio a alerta de ataque global a caixas eletrônicas - 17Ago2018 21:40:55


17 de agosto de 2018 01:00

Por ASINA PORNWASIN
The Nation
.
Os bancos comerciais na Tailândia reforçaram a segurança para impedir o acesso, não autorizado, a suas caixas automáticos, já que os cibercriminosos estão planeando realizar um ataque global em larga escala por ATMs.
.
De acordo com o jornal The Star, o Federal Bureau of Investigation (FBI) dos Estados Unidos recebeu um ?relatório não especificado? de que um ataque global aos caixas eletrônicos poderia acontecer nos próximos dias.

Kitti Kosavisutte, presidente da Equipe de Resposta a Emergências Bancárias e Computacionais da Tailândia (TB-CERT), disse que o alerta de ataque teria vindo de um evento de segurança cibernética, mas ele observou que os bancos tailandeses estão bem preparados nesta fase.

Ele disse que os bancos tailandeses recentemente reforçaram seu sistema de controle para impedir que programas de computador não autorizados entrem na rede nacional de caixas eletrônicos, de modo que seria difícil invadir o sistema. 
 
Com base no relatório The Star, o ataque provavelmente comprometerá os bancos ou processadores de cartões com malware, o que daria aos hackers acesso à rede dos bancos e detalhes dos cartões de caixa eletrônico, o que permitirá aos hackers retirar dinheiro em espécie livremente.
.
"O FBI obteve relatórios não especificados indicando que os ciber-criminosos estão planeando realizar um esquema de saque de caixa eletrônico [ATM] global nos próximos dias, provavelmente associado a uma violação de emissor de cartão desconhecida e comumente chamado de" operação ilimitada ",? um post do veterano jornalista em cibersegurança Brian Krebs leu.
.
Krebs explicou que, em um ataque de ?operação ilimitada?, os hackers geralmente removem limites, como quantidade de retirada e número de transações. No entanto, Kitti disse que o sistema de controle da rede tailandesa de caixas eletrônicos foi reforçado e atualizado para garantir um alto nível de segurança. Ele também apontou que a maioria dos cartões de caixa eletrônico na Tailândia tem um chip embutido, então o risco não é tão alto.
.
Era mais fácil folhear cartões de ATM antes porque eles tinham uma tira magnética, ele apontou.
.
Muitos bancos tailandeses movimentaram milhões de clientes para plataformas on-line e móveis. Por exemplo, o Kasikornbank agora tem cerca de 9 milhões de clientes usando seus aplicativos móveis. No entanto, muitos clientes ainda usam caixas eletrônicos para retirada de dinheiro e outras transações.
.
De acordo com o relatório da The Star, compromissos anteriores incluíram instituições financeiras de pequeno a médio porte, provavelmente devido à implementação menos robusta dos controles de segurança cibernética.
.
"O FBI espera que a onipresença dessa atividade continue ou possivelmente aumente no futuro próximo", disse o alerta. ?Os ciber-criminosos normalmente criam cópias fraudulentas de cartões legítimos enviando dados de cartões roubados para co-conspiradores que imprimem os dados em cartões de tarja magnética reutilizáveis, como cartões-presente comprados em lojas de retalho.
.
"Em um tempo pré-determinado, os co-conspiradores retiram os fundos da conta dos caixas eletrônicos usando esses cartões", disse o FBI.



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/CCRZH9aoz4w/bancos-tailandeses-preparados-em-meio.html

"O SULTÃO ENGOLIU UM SAPO" - 16Ago2018 22:05:00



O "Sultan" pensou que poderia desafiar o Ocidente com impunidade ... mas há reação inteligente aos seus ditames.

PARECER:
"Na Turquia de Erdogan, Trump está certo!"

    
Por Renaud Girard Atualizado em 14/08/2018

CRÔNICA - O novo Sultan está tentando desenvolver uma chantagem à NATO explicando urbi et orbi que ele pode encontrar outros parceiros estratégicos poderosos. Se ele pensa na Rússia, não será um caminho cheio de rosas para ele.
.
Não conseguiu obter, depois de repetidamente exigido a libertação de um pastor americano preso injustamente por vinte e dois meses, na Turquia, a Administração Trump vem tomar sanções contra o governo islâmico-nacionalista do presidente Recep Erdogan .  
.
Em 1º de agosto de 2018, o Departamento do Tesouro Washington sancionou o ministro turco interior e seu colega de Justiça, responsável pela captura, detenção sem fundamento sério, então a primeira audiência simulada Andrew Brunson, um pastor casado e pai de três filhos, que acolheu muito calmamente por mais de duas décadas uma pequena comunidade protestante na cidade de Izmir (Ásia menor, a antiga Esmirna).
.
Em 10 de agosto, o presidente Trump tomou a decisão de dobrar as tarifas sobre as importações de aço e alumínio da Turquia. Esta medida punitiva simbólica - a primeira contra um aliado da OTAN - teve por ...um problema: ...


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/0sxAXY35cfQ/o-sultao-engoliu-um-sapo.html

OS MALEFÍCIOS DA INTERNET - 16Ago2018 21:43:00



Velhos truques cibercrime em ascensão no Vietname
Como a tecnologia evolui, o mesmo acontece com o crime, dizem os especialistas. Nos últimos casos, mais de 560 vítimas perderam um total de VND43 biliões (US1.8 milhões) para golpistas
 .
Pela equipe do Asia Times 16 de agosto de 2018 18:54 (UTC + 8)
.
Casos criminais cibernéticos, incluindo hackers por computador, fraudes de telefone e jogos online ilegais estão aumentando no Vietnã.
.
O Ministério de Segurança Pública do Vietname coordenou recentemente com 52 departamentos de polícia provinciais para tratar de fraudadores que estão usando a Internet e sistemas bancários e de telecomunicações para roubar dinheiro das vítimas.
.
Criminosos são conhecidos por invadir o sistema de computadores de um banco para roubar informações dos titulares de contas dos bancos de dados bancários. Eles então personificam funcionários do banco e chamam as vítimas para excluí-las das senhas, que os criminosos usam para fazer empréstimos, deixando as vítimas endividadas, de acordo com o Viet Nam News.
.
Outro jogo que é antigo, mas eficaz, é quando os criminosos chamam os cidadãos involuntários por telefone e os informam que ganharam na loteria. As vítimas são então informadas de que devem pagar uma taxa de administração para receber o prêmio inexistente.
.
Nos últimos casos, mais de 560 pessoas perderam um total de 43 bilhões de libras (1,8 milhão de dólares) para essas fraudes, disse a polícia, acrescentando que 12 suspeitos foram presos.
.
No mês passado, um anel de jogos de azar on-line envolvendo cerca de VND9,8 trilhões (US $ 426,3 milhões) foi quebrado pela polícia Phú Th?. Alguns policiais teriam participado do ringue, informou a VN Express. Um total de 92 pessoas foram presas até agora.

De acordo com o Departamento de Segurança Pública de Hanói, 97 casos criminais de alta tecnologia foram registrados no ano passado, resultando em 165 prisões.



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/osaappjRaPQ/os-maleficios-da-internet.html

DO COLEGA BLASFÉMIAS - 16Ago2018 21:09:00



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/9jxrpf95amw/o-enorme-sucesso-de-por-cristina.html

"HÁ PRANTO NO MEU PAÍS" - 16Ago2018 13:48:00

TAP acaba com viagens grátis do Governo

A transportadora está a negociar com o Executivo o atual regime de viagens oferecidas. As novas regras, que vão entrar em vigor rapidamente, passam port tarifas especiais ou pacotes de descontos.
A TAP está a trabalhar com o Governo na definição de novas regras para as viagens dos membros do Executivo, avança esta quinta-feira o Jornal de Negócios (acesso pago). Até agora, não pagavam bilhete e a prática comum era terem ainda um upgrade para classe executiva. A solução em negociação poderá envolver a criação de tarifas especiais ou pacotes de descontos.
.
?A TAP está a trabalhar com o Governo no estabelecimento de novas regras sobre as condições a aplicar nas viagens de servidores públicos, a adotar proximamente?, confirmou ao Negócios fonte oficial da empresa detida em 50% pelo Estado e 45% pelo consórcio Atlantic Gateway, liderado por Humberto. ?A necessidade de adaptação das condições é ditada pela observância das regras de mercado em que a TAP opera?, acrescentou a mesma fonte.
.
Apesar de ainda não estar nada definido, o fim das viagens grátis é um ponto assente, já que a empresa se rege pelas regras do privado. A solução, que está a ser negociada entre a TAP e o Ministério do Planeamento que tem a tutela da empresa, passará pela criação de tarifas preferenciais para as viagens de membros do Governo e de pacotes de desconto para todos os destinos servidos pela companhia aérea. O objetivo é encontrar uma solução justa para ambas as partes. Não há prazo para a conclusão das negociações.
.
À MARGEM: Boa ideia acabar com as viagens de borla a membros do Governo. Esta rapaziada, do governo, adora regalias e mais outros privilégios, inclusivamente, assentarem o "traseiro" nos bancos de 1ª classe, com direito a boa paparoca regada com champanhe. Ora, por exemplo, se a TAP voa para determinado país se nele há uma embaixada portuguesa o chefe de missão e a mulher tem o direito de viajar em primeira classe. Quando a TAP voava para Macau e fazia escala em Banguecoque, o embaixador acreditado na Tailândia viajava para Lisboa e vice verso sem pagar um cêntimo. Houve um caso em que o embaixador (não nomeio o nome, porque já partiu para a eternidade), reclamou aos serviços centrais da TAP que ao fim da refeição, nas alturas, pediu queijo à hospedeira e não havia. Fui eu que bati à máquina a reclamação.
José Martins


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/gv7ex3kJssY/ha-pranto-no-meu-pais.html

"O VIGAS DUARTE LIMA" - 16Ago2018 12:01:00


 

1 / 3
Domingos Duarte Lima foi levado para a política pela mão de Ângelo Correia era ainda um rapazinho. Tinha 26 anos quando, em 1981, entrou como assessor político e de imprensa do então ministro da Administração Interna num dos governos da Aliança Democrática (AD). Dois anos mais tarde, Lima era já deputado pelo círculo de Bragança e passou a controlar com mão de ferro esta comissão política distrital do PSD. Era o seu feudo pessoal. Uma década depois era já um homem muito rico. 

Com a ascensão de Cavaco e durante os governos de maioria absoluta, Duarte Lima conquistou grande influência na comissão política nacional do partido, chegando a vice-presidente, e foi líder do grupo parlamentar entre 1991 e 1994. Seria também presidente da distrital de Lisboa, que ganhou a Pedro Passos Coelho e Pacheco Pereira, gastando milhares de euros na inscrição de novos militantes e no pagamento de quotas. Nessa altura, pelos idos anos 90, Duarte Lima era um político muito poderoso nos meandros do cavaquismo e detentor de uma riqueza que não só não escondia como ostentava. Começaram, também aí, as suas dificuldades com a justiça. 
 .
Notícias do semanário "O Independente" e do Público mostravam o património e o mundo de tráfico de influências em que se movia. Tinha um vasto património imobiliário, pelas suas contas passavam milhões sem correspondência nos rendimentos que declarava, os construtores civis pediam-lhe favores de todas as formas. A mais notada foi um pedido de interferência num concurso público em Trás-os-Montes que lhe chegara ao fax do grupo parlamentar do PSD, enviado por um construtor civil de Mogadouro.
.
Mas foi o inquérito sobre a aquisição de uma quinta em Sintra, que estava em nome de uma sobrinha, que avançou primeiro. No fim, Lima seria apenas obrigado a regularizar a situação fiscal. Até 1995 não exista sequer o crime de tráfico de influências no código penal e quase tudo o que lhe era apontado na investigação tinha a ver com essa actividade. 

.
Mas o relatório final da Polícia Judiciária (PJ) e o despacho de arquivamento do processo pelo Ministério Público mostram uma realidade eloquente sobre a forma de fazer política à época. Não apenas por Lima mas este ex-deputado foi o único a ser apanhado nas teias da lei.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/8vrMphUvNss/o-vigas-duarte-lima.html

Los Angeles será a primeira cidade dos EUA a usar scanners corporais no metro - 16Ago2018 09:15:00


Eles podem escanear pessoas a 10 metros de distância e processar 2.000 pessoas por hora.
David Lumb, @OutOnALumb
13 h atrás em Segurança

  Thruvision
.
Los Angeles será a primeira cidade dos EUA a começar a equipar seus metrôs com scanners corporais. Mas a metrópole do sul da Califórnia não está usando os modelos volumosos e lentos que povoam os aeroportos norte-americanos: em vez disso, a Metropolitan Transit Authority de LA instalará scanners portáteis que podem inspecionar pessoas a 10 metros de distância a uma taxa de 2.000 pessoas por hora. .
.
O Los Angeles MTA usará os scanners, fabricados pela Thruvision, em resposta a ameaças de terrorismo ou a varredura de grandes multidões que vão a protestos ou eventos esportivos, segundo o Los Angeles Times. Um porta-voz disse que vai custar cerca de US $ 100 mil cada um, usar ondas de rádio para escolher armas e explosivos não-metálicos embaixo de roupas e destacá-los em uma tela dividida. Eles são calibrados para escolher armas capazes de causar danos em massa.

.
"Estamos procurando especificamente por armas que tenham a capacidade de causar um acidente em massa", disse Alex Wiggins, chefe de segurança da MTA de Los Angeles, de acordo com a Associated Press. "Estamos à procura de coletes explosivos, estamos à procura de rifles de assalto. Não estamos necessariamente procurando por armas menores que não tenham a capacidade de infligir baixas em massa."
.
A autoridade de trânsito de Los Angeles também está planeando comprar outro modelo de scanner corporal que se parece com uma câmera de TV montada em tripé, que pode se concentrar em indivíduos.
.
O modelo troncal da Thruvision foi aprovado pela TSA para uso como scanner de trânsito em massa no último ano. A agência testou anteriormente scanners corporais na Penn Station de Nova York em fevereiro e na Union Station em Washington, D.C.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/j4gwE9LeAFA/los-angeles-sera-primeira-cidade-dos.html


Portugal, belo país para os golpistas! - 16Ago2018 08:21:00



FALTA MUITO PARA PRENDER BERARDO?

Imagine que contraiu um empréstimo para comprar casa ou carro. Imagine depois que por razões adversas deixou de poder cumprir escrupulosamente o pagamento das prestações. Que lhe acontece? Ora, a sequência será mais ou menos esta: é notificado dos atrasos. Começam a cobrar juros de mora. Pedem regularização rápida da dívida sob pena de execução judicial. Depois de vários avisos, informam que vão proceder à penhora por incumprimento. Se o débito persistir, executam e vai tudo a leilão. Quanto tempo demora isto? Ora, não mais de 1 aninho? Então como pode Joe Berardo ter mil milhões dos bancos a navegar na atmosfera sem ser processado, penhorado ou ir preso?
 .
Tudo se explica facilmente quando estamos num país de corruptos onde empresários se prostituem com políticos com a maior cara de pau à vista de todos. Este é o nosso cancro que de tantas metástases já só com a morte do sistema conseguimos travar este declínio. De facto, é isto. A política em Portugal anda a matar a democracia desde 1974. Trouxe ao invés de liberdade, tirania dos governos que nos impuseram impostos pesadíssimos e austeridade severa para sustentar estes e outros gamanços criminosos.
.
Berardo e tantos outros  não são  mais do que o rosto visível desta desgraça em que nos mergulharam. A Fundação (duvidosa) que lidera deve mais de 990 milhões de euros e na CGD deve cerca de 500 milhões, na maior das descontracções como quem deve apenas um café na pastelaria da esquina. Aliás, sempre que vem seu nome à baila, as dívidas são sempre de vários milhões sem que isso chamusque sua imagem de empresário de sucesso(???). Mas anda tudo doidinho da cartola? Assim, qualquer nabo era um bem sucedido empresário , não?!
.
Ora é claro que para isto ser possível tem de haver gente por trás destes metralhas a protegê-los com unhas e dentes. Claro. Porque se eles caírem cai dezenas (quiçá centenas) de energúmenos iguais que vivem criminosamente à conta dos nossos impostos. Daí o milagre impensável da união das 3 esquerdas de Portugal em boicotar e consequentemente ARQUIVAR o inquérito à CGD que pretendia tão somente clarificar, sinalizar e condenaros responsáveis pelo buraco gigantesco que certos devedores mergulharam este banco público. Que por esse facto só teve de transferir do Estado 5 mil milhõespara tapar prejuízos das imparidades. Mas andamos a gozar com a cara dos contribuintes? Quem era que berrava contra estas práticas e jurava ser contra os banqueiros? 
.
O BE e PCP. Que fizeram assim que formaram aliança com PS? Aprovaram a eliminação de provas contra quem roubou a CGD. Isto faz sentido? Faz. Porque há segredos que não querem que sejam revelados, logo, comungam das mesma práticas totalitárias de um regime que há muito deixou de ser democrático.

O arquivamento à CGD é a maior prova de que estamos perante gente que se serve do Estado em vez de o servir como é seu dever. Depois de ser conhecido que o caso seguiria para o Supremo, PS, BE e PCP, imediatamente encerraram a comissão de inquérito de forma compulsiva, antes ainda da decisão, sabendo que assim, não poderia este Tribunal se pronunciar por extinção da? comissão! Brilhante! Nicolás Maduro, esse prepotente ditador, ao pé desta gente é um menino.
.
Joe Berardo nem é processado nem vai preso porque tal como outros que por aí vagueiam está bem protegido. Fez um acordo para reestruturação da dívida com o BCP, CGD e Novo Banco em 2009 no qual reforçou garantias com a entrega de direitos sobre 75% da sua fundação que detinha a colecção de Arte Moderna exposta no CCB (opa? deixem-me rir?). Porém, quando o bancos quiseram executar por novo incumprimento (tadinhos destes ?meninos banqueiros ingénuos?) esbarraram (jura???) com um acordo existente com o Estado para a exibição das obras no CCB, válido por 10 anos em que foi dado garantia ao Estado não existir nenhuma penhora sobre as ditas obras, impedindo assim a execução bancária. Só 40% deste crédito é da CGD. Bonito, não? Acreditam mesmo na ?inocência? bancária desta gente? 
Naaa?

Berardo continua livre porque a democracia há muito que morreu por estas bandas. 
Simples, não vos parece?


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/bxx7MB03M-M/portugal-belo-pais-para-os-golpistas.html

"ESTÃO COM CAGAÇO PORQUÊ? - 16Ago2018 07:54:00


Governo quer desativar meio milhão de armas guardadas em casa




Esta medida deverá ser definida no novo Regime Jurídico das Armas e suas Munições, conhecida como "lei das armas", que o Ministério da Administração Interna pretende ver discutido no início da próxima sessão legislativa.



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/Ezl8_1vOukQ/estao-com-cagaco-porque.html

Tudo gente séria... Juiz Neto de Moura esconde Audi ao tribunal - 16Ago2018 06:54:00

Juiz Neto de Moura esconde Audi ao tribunal

O juiz Joaquim Neto de Moura declarou em tribunal que era proprietário de um único automóvel, ao fundamentar um pedido de indemnização deduzido contra um agente da PSP que lho apreendera, mas o Tribunal de Loures concluiria que o juiz tinha um segundo carro - mais caro, moderno e luxuoso do que o primeiro.
 



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/UV5C7ynEVpc/tudo-gente-seria-juiz-neto-de-moura.html

VERGONHA... ESCÂNDALO....Com o dinheiro de todos nós ... - 16Ago2018 06:09:00


O texto a seguir não é nosso

VERGONHA...
ESCÂNDALO....

Com o dinheiro de todos nós a Administração da CP dá 100 mil de indemnização a quadros com tempo suficiente para se reformaram

E o Governo pediu satisfações... 

Satisfações de quê ?????????

Para que se paga aos "Gigolos" do MP e a esses incorruptos (desculpem se me enganei) Juízes???????



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/7u7VZgwn3ZE/vergonha-escandalocom-o-dinheiro-de.html

COISAS E LOISAS DE 16 DE AGOSTO - 16Ago2018 05:27:00

Foi hoje oficialmente declarado que 90% do povo venezuelano, já se encontra a viver em extrema pobreza.

E ainda dizem que o socialismo não funciona, e não consegue promover sociedades repletas de ?igualdade?. E só não são 100% a viver na miséria e na pobreza, porque como é habitual nos regimes socialistas, os restantes 10%, são os que pertencem às nomenclaturas e as elites do partido que governa, e os capachos a soldo destes, que geralmente são bem pagos para os protegerem. Continua...

«Cuba: Nova Constituição reconhece propriedade privada». Parangona do jornal ?JN?, 13/08/2018.

Confesso que fico embasbacado e a algumas considerações que já fiz sobre este assunto, acrescento estas: a Nova Constituição reconhece a propriedade privada? Devem estar a brincar! Então a propriedade privada não é, segundo os cânones marxistas, o fruto de todo o mal das sociedades capitalistas? Não é ela que gera as maiores iniquidades? A propriedade privada não é a base do capitalismo e da Continua...

Universidade de Coimbra fora da lista das melhores do mundo. Admirados? Não deveriam estar

O que se podia esperar de uma universidade que funciona como um centro de endoutrinação do socialismo, autêntica madrassa do regime, em que a sua figura máxima é um tal de Boaventura? Que mais se podia esperar de um estabelecimento de ensino, onde se dão doutoramentos distinções e agraciamento aos Lulas da Silva deste mundo, e onde se convidam os Sócrates da nação, para lá irem ensinar aos Continua...

Chefes do hospital Amadora-Sintra avançam com demissão

Circular, se faz favor. Não há nada para ver. A austeridade agora já não mata. Isso era antigamente, com a Direita neoliberal. Os chefes de equipa do serviço de urgência de obstetrícia e ginecologia do hospital Amadora-Sintra concretizaram na terça-feira os pedidos de demissão que tinham apresentado, já que a administração não contratou especialistas, como exigiam, disse esta quarta-feira Continua...


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/QqguYFm-jZQ/coisas-e-loisas-de-16-de-agosto.html

A MINHA PONTE NA RODHÉSIA (ZIMBABUÉ) - 16Ago2018 04:58:00


(Ponte em itália)
Pelos anos de 1970 trabalhava eu na ex-Rhodésia do Sul no Ministro of Road (Ministro das Estradas). Foi o meu primeiro trabalho naquele país rebelde a Sua Majestade a Rainha de Inglaterra e governado pelo Ian Smith que mandou a rainha colher urtigas e declarou a independência da colónia britânica. 
 .
Uma brigada, do ministro das estradas, foi localizada em Darwndele, onde vivia em caravanas e eu incluído como mecânico. Construíamos um ramal de estrada que viria fazer a ligação entre a auto-estrada-eixo de Moçambique/Untal para Vitória Falls/Zâmbia. 
 .
A estrada teria que atravessar, uma ponte, construída em cima do rio Mazóe, nascido no norte da Rhodésia e desagua no rio Zambeze em Moçambique. 
 .
A construção da ponte, de comprimento de uns 300 metros, foi entregue a uma companhia italiana e supervisionada, a construção, por um funcionário do ministro das estradas. Finalizada a construção foi testada a regidês que consistiu uma camada de terra de uns 10 centímetros, por toda a superfície e depois duas pesadas máquinas atravessar ponte. 
.
Eu operei uma máquina de arrasto D9, Caterpillar de 50 toneladas de peso e o encarregado da obra João Encarnação (madeirense) uma motoniveladora.No fim da operação que teria demorado uns 20 minutos disse ao senhor João: ?Ó senhor João olhe que quando eu passava a ponte vibrava!? Como resposta do senhor João: ?Você é maluco, a ponte está forte e nunca mais cai!?. 
 .
Mas caiu passado uns meses já eu estava a trabalhar noutra empresa.A notícia encheu as primeiras páginas de jornais de Salisbury. A um domingo meti-me no carro e fui lá ver. A ponte tinha partido ao meio em duas partes e estas juntaram-se no rio ficando no estado de oblíquas. 
 .
Como a ponte desabou: ?uma máquina ?motorscraper?, Caterpillar que carrega e descarrega o saibro no lastro de estradas, cujo peso, carregada, rondará a 100 toneladas, atinge velocidades superiores a 50 quilómetro, ao atravessar a ponte não houve problemas e ao saír dela a ponte caiu!!! 
 .
Dois milagres aconteceram: ?um foi quando eu e o encarregado da obra João Encarnação a ponte não caiu e outro a seguir, mais tarde, quando a bruta ´motorscraper´ não foi parar ao rio e operador partir para os anjinhos.

José Martins (histórias de vida)


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/bBIl6-n8AwI/a-minha-ponte-na-rodhesia-zimbabue.html

DEIXA ARDER - 15Ago2018 13:16:00



4.616
299

O que aflige nesta história é a brutal desumanidade das personagens, a começar pela principal. Aquilo espreme-se e não sai dali pingo de semelhança com o que se convencionou chamar uma pessoa.
.
Há as declarações, obviamente deturpadas, do dr. Costa sobre Monchique ser ?a excepção que confirma a regra do sucesso? no combate aos fogos florestais, talvez no sentido em que o Holocausto foi a excepção que confirma a regra do amor pelos judeus na Alemanha nazi.
.
Há as declarações em que o dr. Costa explica a ?complexidade? de Monchique com a ?vela de um bolo de aniversário?, que ?todos nós apagamos com um sopro, mas quando a chama se alarga e os incêndios ganham uma escala com esta dimensão, não basta os sopros nem alguns dias de trabalho?. É uma analogia esteticamente rica, tecnicamente informada e cuja clareza só uma criança percebe.
.
Há o momento em que o dr. Costa culpa o eucalipto pela tragédia que afinal é um êxito, num corajoso desafio aos ?especialistas? que, armados com ?ciência?, ?factos? e ?realidade?, ?provam? a inocência da dita árvore.
.
Há as fotografias do dr. Costa no Twitter oficial, em que, surpreendido em pleno comando das operações, o estadista ora aponta para um ecrã, ora contempla o telemóvel, ora encosta o telemóvel à orelha. Quando não fogem para praias espanholas, os estadistas distinguem-se por proezas assim, além de exibir a barriga ou o peso da responsabilidade.
.
Há o ?texto? do dr. Costa no Twitter oficial, onde se afirma em ?contacto permanente? com ministros, autarcas e uma AGIF (?) para efeitos de ?actualizações?, ?análise? e ?orientações?. Incansável, envia uma ?palavra de apoio? (qual?) aos ?agentes da proteção (sic) civil? e outra de ?solidariedade? (qual?) às ?populações afetadas (sic)?.
.
E depois há as naturais degenerescências do dr. Costa, que rimam com a criatura em cada gesto. Há a protecção civil, um centro de emprego para comparsas que envia sms vagos e acerta sempre que não erra. Há o representante dos bombeiros, munido de uma licenciatura em Sporting. Há uma barbela, competentemente elevada a ministro, que declara grandes vitórias em cenários arruinados. Há polícias que pelos vistos algemam as potenciais vítimas para bem destas.
 Há ?meios? aéreos que não voam, ?meios? terrestres que não se entendem e meios malucos que juram pela excelência dos serviços. Há uma empresa indigna de gerir a TVI e excelente para dirigir o SIRESP. Há o SIRESP, embora se houvesse não se notaria a diferença. Há funcionários do ?112? que se limitam a desejar ?boa sorte? aos aflitos. Há ?jornalistas? que repetem ou legitimam as iluminações do chefe. Há silêncio dos parceiros de maioria e dos parceiros da oposição. Há um presidente avesso a ocasiões insusceptíveis de ?selfie?. E há uma população que assiste ao circo com fundamental desinteresse, e que vê nos incêndios uma ocasional alternativa aos debates da bola.
.
Os incêndios, porém, não são o problema. Acidentes acontecem, como acontece a radical inépcia dos que recebem salário para mandar em nós. O que aflige nesta história, e nas histórias que a precedem, é a brutal desumanidade das personagens, a começar pela principal. Aquilo espreme-se e não sai dali pingo de semelhança com o que se convencionou chamar uma pessoa, cheia de defeitos e virtudes. Não se trata apenas um lamentável carácter: é uma coisa com os predicados morais do percevejo médio, a caricatura de um vilão desprovido de empatia, decência e de tudo o que não seja a manha dos simples, um perigo em suma. Estou a falar do dr. Costa.
.
Quanto ao resto, não vale a pena. Não vale a pena esperar demissões, indignações, sublevações. Não vale a pena respeitar um lugar que não se dá a respeito nenhum. Desde que, no saboroso ano de 2017, os donos do regime resistiram às próprias figuras durante Pedrógão, ficou estabelecido que os donos do regime resistem ao que calha ? porque não calha ninguém ousar ou sequer tencionar incomodá-los. Na verdade, as ?autoridades? podiam dispensar as chamas e chacinar a tiro centenas de cidadãos que, realizada a limpeza a cargo dos ?media?, em poucos dias regressaria a normalidade. ?Apatia? é um termo demasiado suave. ?Masoquismo? também.
.
Há dias, tentei explicar à minha amiga Leonor (Freitas da Silva) o desagradável sentimento que o país actual me inspira. Acho que mencionei a vergonha. É pior, Leonor, pior do que vergonha e pior do que desprezo. É a impressão de que atingimos um ponto sem retorno e sem remédio, em que a prepotência é tão arrasadora e a impunidade tão evidente que quem as sofrer calado deixa de ser vítima para se tornar cúmplice. E é a certeza de que a vasta maioria dos portugueses não hesita na escolha. Deixar arder, pois, em Monchique e em todo o lado.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/3zZ83i4qawU/deixa-arder.html

"COISAS E LOISAS DE 15 DE AGOSTO" - 15Ago2018 10:32:00

Número de funcionários públicos aumenta para 675 mil, mais 16 mil em quase três anos deste governo.

Mais 16 mil desde que este Governo entrou em funções. Como é que se ganham eleições? Até 30 de junho, Portugal tinha um total de 675.320 funcionários públicos, o que corresponde a uma subida de 904 trabalhadores face ao trimestre anterior e a um crescimento de 7.304 trabalhadores face ao mesmo período de 2017. O objectivo a atingir é um dia sermos todos funcionários públicos. Porque não? Continua...

Incêndios queimaram quase 28 mil hectares no Algarve

Relembramos os contratos do Siresp e dos helicópteros Kamov, para alem do compadrio dos boys colocados na Protecção Civil meses antes dos grandes incêndios para perceber a negligencia criminosa do senhor António Costa. A falta de vergonha deste criminoso e total. Nós admitimos esta qualidade de gente. Temos o que merecemos! Vergonha. Imensa vergonha e nojo. Vómito. Vergonha. A raia miúda é Continua...

O governo português persegue as pessoas que não limpam os terrenos e tem os seus próprios terrenos neste estado

A falta de manutenção da estrada 26-1, que junta a rotunda do Terminal XXI à rotunda da Barbuda, no concelho de Sines. Não é só em Sines que o desleixo impera, um pouco por todo o país é possível deparar com imagens destas. É vergonhoso que se persiga as pessoas porque não limpam as matas e depois vemos estes exemplos vindos da parte do governo e de muitas autarquias. Este ano António Costa Continua...

É tempo de abrir os olhos e perceber que estamos a ser governados por amigos de terroristas.

A crise dos ?refugiados? revelou-se uma fonte infindável de negócio para quem a está a provocar, leia-se, o auto-denominado Estado Islâmico, ISIS, na sigla inglesa e outros grupos jiadistas. São os países do ocidente que, de forma camuflada, fornecem armas ao Estado islâmico; são os países do ocidente que, através dos seus aliados Arábia Saudita e amigos, compram o petróleo ao ISIS e são os Continua...



Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/BYNAiYVDlvs/coisas-e-loisas-de-15-de-agosto.html


Mergulho de lira turca causa problemas para os mercados asiáticos - 15Ago2018 03:28:00

Negócios 15 de agosto de 2018 06:48
.
De Quinn Libson
Rede de Notícias da Ásia
.
Preocupações com as tarifas dos EUA sobre aço e alumínio da Turquia enviaram ondas desestabilizadoras em toda a região
.
Na segunda-feira, os mercados asiáticos foram afetados pelas conseqüências dos problemas com a lira turca, que registraram queda de 50% nos últimos 12 meses, atingindo uma baixa recorde em relação ao dólar, devido à preocupação com as altas tarifas de importação dos EUA. alumínio.
.
A crise da lira está atingindo os mercados globais com força. A rupia indiana atingiu uma baixa histórica de 69,62 em relação ao dólar dos EUA e a rupia indonésia levou a maior queda de todas as moedas asiáticas e atingiu o seu ponto mais baixo em três anos.
.
Em resposta, o vice-governador do Banco da Indonésia, Dody Budi Waluyo, anunciou que o banco central estava preparando medidas de intervenção para estabilizar a rupia.
.
Os efeitos dos problemas em Ancara também provocaram ondas nos mercados da Coréia, China, Hong Kong e Japão. O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 1,7 por cento, enquanto as ações da China continental caíram mais de 1 por cento.
.
O Kospi da Coreia caiu 1,5 por cento e fechou em 2.248,45, o ponto mais baixo desde maio de 2017.
.
No Japão, o Nikkei despencou 1,98 por cento na segunda-feira e fechou abaixo de 22 mil pela primeira vez em um mês, mas o mercado já liderou a recuperação. Outros mercados foram mais lentos para se recuperar da queda de segunda-feira.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/DyH3ohi2mHY/mergulho-de-lira-turca-causa-problemas.html

"Política em Portugal: o reino onde os pobres não entram" - 14Ago2018 14:27:00



Política em Portugal: o reino onde os pobres não entram

É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um pobre em Portugal ascender às elites da política. E é mais assim em Portugal do que noutros países europeus. Porquê?


Freitas do Amaral, Sá Carneiro, Mário Soares e Álvaro Cunhal: os "pais fundadores" do atual regime político. Todos tiveram origem em meios favorecidos da sociedade.

Parafraseando o Evangelho de São Marcos ("é mais fácil passar o camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar o rico no Reino de Deus"), este é um dos grandes paradoxos da política em Portugal: sendo um dos países com um nível de escolaridade média mais baixa da Europa, é no entanto, em simultâneo, um dos países com uma classe política mais elitista.
.
A política nacional é um território onde, genericamente, os pobres não entram. Existem, é claro, exceções - mas que fazem o habitual serviço das exceções: confirmam a regra.
.
Basta olhar para o panorama das atuais lideranças partidárias com assento no Parlamento. Jerónimo de Sousa é a exceção: nasceu em meios desfavorecidos da periferia operária de Lisboa (Loures, onde aliás ainda vive), começando a trabalhar aos 14 anos como afinador de máquinas. Filiou-se no PCP depois do 25 de Abril e ascendeu na hierarquia do partido por via do sindicalismo metalúrgico.
.
De resto, temos António Costa (filho da elite intelectual de Lisboa); Rui Rio (educado num dos mais seletos colégios privados do Porto, o Colégio Alemão); Catarina Martins (filha de pais professores, classe média do funcionalismo público); Assunção Cristas (mãe médica, pai herdeiro de empresas na Angola colonial).
.
E se olharmos para o panorama geral das lideranças partidárias em Portugal desde o 25 de Abril constata-se exatamente o mesmo, desde os "pais fundadores" do regime (Mário Soares, Álvaro Cunhal, Sá Carneiro e Freitas do Amaral, todos originários de meios sem dificuldades), passando para as gerações seguintes: Cavaco Silva (filho de um proprietário agrícola e comercial do Algarve), Jorge Sampaio (elite do funcionalismo público), Carlos Carvalhas (proprietários rurais de Viseu). 
 .
E as outras a seguir também: António Guterres, Durão Barroso, José Sócrates, Pedro Passos Coelho, António José Seguro, Manuela Ferreira Leite, Marques Mendes, Pedro Santana Lopes, Manuel Monteiro, Paulo Portas, só para dar alguns exemplos; ou ainda o corpo fundador do Bloco de Esquerda (Francisco Louçã, Fernando Rosas, Miguel Portas e Luís Fazenda): nenhum deles nasceu na pobreza e, nalguns casos, muito pelo contrário.


Mais uma vez, há sempre exceções. Mas na verdade é preciso procurar com uma lupa para as encontrar. Vítor Constâncio, por exemplo, foi quase tudo em Portugal - membro do governo, governador do Banco de Portugal, líder do PS -, chegando na UE ao cargo de vice-presidente do BCE, apesar de ter sido criado num dos bairros mais pobres de Lisboa, o Bairro da Liberdade.
.
Ora, o que acontece é que Portugal não tem apenas uma classe política em que os pobres pouco ou nada entram. Na verdade, essa marca distingue o país dos outros da UE, nomeadamente Espanha, Itália, França, Alemanha, Reino Unido ou os países escandinavos. "Portugal sempre teve uma elite política mais elitista do que as outras"
.
António Costa Pinto, cientista político no ICS (Instituto de Ciências Sociais), tem dedicado o essencial do seu esforço como investigador nos últimos anos ao estudo das elites políticas não só portuguesas como europeias. Foi, por exemplo, um dos coorganizadores de um estudo sobre o recrutamento de todos os ministro dos países da Europa do sul entre 1840 e 2000 ("Quem governa a Europa do sul", edições Imprensa de Ciências Sociais). Baseado no que estou estudou, assegura: "Portugal sempre teve uma elite política mais elitista do que as outras."
.
E a coisa não é de hoje. Como tudo, tem uma raiz histórica: na 1.ª República, fundada em 1910, "a grande maioria dos ministros eram licenciados" - algo particularmente extraordinário num país com quase 80% de analfabetos; depois Salazar (filho de um feitor agrícola de Viseu) recrutou essencialmente nas elites académicas da universidade (Coimbra, em particular, a universidade onde se formou). Conta-se até que António Ferro (1895-1956), o principal artífice da propaganda do Estado Novo e da imagem (interna e externa) do regime liderado por Salazar, nunca chegou a ministro porque o ditador recusava não licenciados no seu executivo.
.
Qual foi então o fator que distinguiu - e ainda distingue - Portugal dos restantes países. Costa Pinto avança uma explicação: por múltiplas circunstâncias, no espaço entre as duas grandes guerras do século XX, "não existiram em Portugal grandes partidos que romperam com as formas tradicionais de recrutamento" do seu pessoal, recrutando a partir da base da hierarquia social e em vez de a partir das classes médias ou do topo.
.
Esses partidos foram, nos restantes países, os partidos comunistas, fascistas e trabalhistas. Nos comunistas, o recrutamento fez-se em grande parte - e até com formas de discriminação positiva - nos setores operários (o que explica que hoje o líder do PC português seja um operário); os partidos fascistas como o alemão e o italiano e até um pouco o espanhol também se afirmaram mobilizando os setores mais desfavorecidos da sociedade, que alguns qualificam mesmo como a ralé; e os partidos trabalhistas, que deram origem aos partidos socialistas e sociais-democratas, também nasceram a partir de estruturas sindicais (daí chamarem-se trabalhistas).
 .
Nada disso houve em Portugal. O PCP nasceu em 1921 e no final dessa década já tinha sido declarado ilegal. Cinco décadas na clandestinidade (até ao 25 de Abril de 1974) nunca lhe permitiram tornar-se um grande partido de massas - e muito menos um partido dominante. 
 .
Os fascismos italianos e alemão e a sua forma de organização e recrutamento também nunca se transladaram para o partido único do Estado Novo, a União Nacional, uma organização que Salazar nunca permitiu que fosse de massas; e o PS português, que é o partido homólogo dos partidos trabalhistas europeus, não teve origem sindical, sendo antes formado a partir de elites liberais (advogados, nomeadamente, começando pelo próprio Mário Soares).
.
A pobreza e o combate à pobreza ocupam uma parte significativa dos discursos políticos hoje em dia. Mas a pobreza nunca foi um território que tivessem habitado.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/s7Df1KVqXxc/politica-em-portugal-o-reino-onde-os.html

"MAS QUE GRANDE NOVIDADE.... A POBREZA QUE VAI POR PORTUGAL!|" - 14Ago2018 13:40:00


Salário mínimo "não é suficiente para trabalhadores viverem"

A Confederação Europeia de Sindicatos (CES) considerou esta quarta-feira que o salário mínimo em Portugal, embora possa parecer estatisticamente elevado, é ainda "muito baixo" em termos absolutos e insuficiente "para que os trabalhadores vivam com o que ganham".


A conclusão integra um estudo da CES intitulado "os salários mínimos não devem ser salários pobres", distribuído à imprensa pela UGT.
.
De acordo com o documento, 10 dos 19 países da União Europeia analisados têm um salário mínimo nacional cujo valor fica 50% abaixo do salário mediano (valor que fica no centro entre o mínimo e o máximo) e todos ficam abaixo do salário médio nacional.
.
No caso de Portugal, que tem um salário mínimo de 557 euros, à primeira vista o valor poderia parecer estatisticamente "muito elevado", uma vez que representa 58% do salário mediano nacional e 42% do salário médio, avança a confederação sindical.
.
Porém, a CES sublinha que isto acontece porque a escala dos salários em Portugal -- tal como na Roménia - é tão baixa que "o nível de salário mínimo aparentemente alto em relação ao salário médio não é suficiente para que os trabalhadores vivam com o que ganham".
.
Ou seja, segundo o estudo, "58% de um salário mediano muito baixo em Portugal ainda é um salário mínimo muito baixo em termos absolutos, embora estatisticamente pareça bastante elevado".
.
Tanto em Portugal como na Roménia, o salário mínimo parecer elevado em relação ao salário médio nacional resulta de "uma distribuição salarial desigual, com uma alta concentração de assalariados na parte inferior da escala salarial", lê-se no documento.
.
Segundo a CES, os exemplos dos dois países mostram que é preciso uma política europeia com medidas para fortalecer a negociação coletiva, "a fim de estabilizar e elevar a estrutura salarial total e de mudar a distribuição salarial desigual".
.
A confederação lembra que o objetivo comum da UE para os salários mínimos é garantir uma remuneração de pelo menos 60% do salário médio relevante.


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/zwn_uQJ9uco/mas-que-grande-novidade-pobreza-que-vai.html

Tenham vergonha e façam aquilo que desfizeram, reponham os Serviços Florestais - 14Ago2018 09:41:00




"Estás a ver no que dá terem acabado com os Serviços Florestais?"

Nos momentos em que escrevo estas linhas está a desenrolar-se uma das maiores tragédias florestais em Portugal, senão mesmo a maior. E estas notas não terão a ver directamente com o caos dos incêndios que nesta altura atacam o centro do nosso país mas têm indirectamente. E a resposta está no telefonema que me foi feito, a meio da manhã, pelo Prof. Jorge Paiva da Universidade de Coimbra, que me dizia desesperado: ?Estás a ver no que dá terem acabado com os Serviços Florestais??
[...]
Chamemos as coisas pelos seus nomes: foi num Governo PS que foi extinto o Corpo de Guardas Florestais que existia nos Serviços Florestais e os seus efectivos foram integrados na GNR. Erro crasso, naquela perspectiva neo-liberal de ?menos Estado para melhor Estado?.

Está-se mesmo a ver, não está ?

Os guardas florestais não eram polícias, eram actores fundamentais da vigilância das matas, integrados numa cadeia de comando especializada que ia dos velhos Mestres Florestais aos Administradores Florestais e ate aos Chefes de Circunscrição. Eles não têm que ser comandados por sargentos ou tenentes, têm de ser comandados por quem sabe dos problemas das florestas.

Depois desta asneira socialista, o Governo PSD/CDS pela mão do sábio e secretário de Estado do queijo limiano, e perante a apatia da ministra do CDS e dos sociais-democratas (que tinham obrigação, pelo seu historial , de serem mais competentes em matéria ambiental) acabou de vez com os serviços florestais e integrou-os no Instituto da Conservação da Natureza. Cereja em cima do bolo da asneira!!

É preciso ter bom senso e acabar de vez com esta situação anómala de sermos talvez o único país do mundo com tanta área florestal e não termos Serviços Florestais nem um Corpo de Guardas Florestais.

Perdeu-se a grande sabedoria do velhos Mestres Florestais, senhores das serras e das matas que eles conheciam como as suas próprias mãos; mas ainda há na GNR umas centenas de antigos guardas florestais que podem ser o embrião de um novo corpo especializado.

Tenham vergonha de dar a mão a palmatória e façam aquilo que desfizeram, reponham os Serviços Florestais no Ministério da Agricultura e Florestas (chamem-lhe Instituto, chamem-lhe o que quiserem), com a dignidade que eles nunca deviam ter perdido, reponham a funcionar a quadrícula de casas e postos florestais que são quem pode assegurar a vigilância permanente das serras do país, dêem a esses postos as novas tecnologias e os novos meios de comunicação e dêem de novo aos guardas florestais a capacidade legal de continuarem a vigiar as matas, de obrigarem os proprietários a limpar e a ordenar as matas.

Também acabaram com os guarda-rios e nunca mais as margens e leitos da maior parte das ribeiras foram limpas, como eram quando esses agentes obrigavam os proprietários marginais das linhas de água a limparem as margens dos seus terrenos.

A terrível tragédia que nos aflige, que ao menos sirva de aviso para o que pode acontecer este Verão, com tanta área de pastos secos debaixo de temperaturas cada vez mais quentes, já que ninguém liga aos avisos dos cientistas, portugueses e internacionais, sobre as alterações climáticas graves que estão em curso e que afectarão muito em especial o Mediterrâneo e a nossa Península. Lá que o Trump não acredite nisso, é lamentável mas para quem é poucochinho não se pode exigir mais. Mas a governos responsáveis temos de exigir muito mais.

A minha voz não tem peso político nem público, mas tem a experiência de muitos anos embrenhados nestes problemas. Outras vozes com maior ressonância certamente me darão razão.

Fernando Santos Pessoa
Ex-Administrador Florestal, fundador e 1º Presidente do SNPRPP
fonte: publico.pt


Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/vaw8aZ0AxZ0/tenham-vergonha-e-facam-aquilo-que.html

DESCRÉSIMO DE TURISTAS EM PORTUGAL - 14Ago2018 09:38:00


Turquia, Egito e Tunísia desviam turistas ingleses e alemães de Portugal

Os hotéis nacionais perderam 59 196 mil turistas britânicos desde o início do ano, menos 6,4% do que nos primeiros seis meses de 2017, alemães a procurarem Portugal são menos 1,1% e o número de turistas holandeses baixou 6,8%




Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/KxPoUAb2660/descresimo-de-turistas-em-portugal.html

"O TONY COSTA E A MESQUITA MUÇULMANA NO CENTRO DE LISBOA" - 14Ago2018 08:27:00

A imagem pode conter: 1 pessoa, óculos graduados e texto
José Manuel Serôdio comentou isto.
? Não houve dinheiro para limpar as matas negligenciadas de Portugal, nem para dar pensões de sobrevivência dignas desse nome aos desempregados de longa duração, mas agora já há para dar três milhões de euros dos nossos impostos, para construir a mesquita dos muçulmanos, no Martim Moniz, um lugar "prime" no centro de Lisboa, a capital de Portugal. Em breve estaremos proibidos, pelos muçulmanos, até de assar Leitões (e sardinhas), no Martim Moniz, a nossa terra ; ou, sabe-se lá, teremos também, devidamente legalizadas, Vacas sagradas à solta a empatar o trânsito da capital.
.
? Porque é que não foram construir a mesquita em Chelas, ou nos terrenos da Festa-do-Avante, na Quinta-da-Atalaia, no Barreiro?
É que os muçulmanos, em Portugal, até já ultrapassam, em número e em importância económica, o número de acólitos retrógrados, e mandriões, do partido "comunista".
.
Terão, aos olhos da actual Chamuça "governante" (e dos seus acólitos oportunistas do partido "socialista", e Verdes!), os nossos "irmões" muçulmanos mais importância, que outros portugueses-de-gema, por exemplo os comunistas portugueses e, portanto, terem espaço num lugar "prime" da capital ? ...enquanto outros portugueses-de-gema têm de ser "desterrados" para as Cucúias-dos-infernos, onde o Diabo perdeu as botas, por exemplo lá para os lados do Penteado, da Baixa-da-Banheira, ou para Paio-Pires?
.
Não estou a compreender nada desta "crise" (isto é que vai uma Crise!).
.
Porque é que esta Chamuça goesa, este emigrante-económico oportunista fuínha, ainda não foi de férias lá para a terrinha dele, rezar e adorar Vacas sagradas, contemplar a sua famelga a rapar a micose dos pés em público, nas varandas e nas salas-de-visitas de Goa, e banhar-se à vontade, em coiro, lá nos rios Ganges, ou no Brahmaputra, no golfo de Bengala ?




Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/6oAcyv210bg/o-tony-costa-e-mesquita-muculmana-no.html

"QUANDO OS INCÊNDIOS VOLTAM POLÍTICOS...! - 14Ago2018 06:01:00

As casinhas florestais de Salazar. Lindas,limpinhas e na altura não havia incêndios em Portugal. Os residentes nas aldeias de Portugal, uma comunidade unida, juntavam-se todos e apagavam os incêndios. Não havia o malfadado SIRESP, que o Tony Costa comprou e o contribuinte pagou uma pipa de massa. E continua andar por aí o Tony Costa nos incêndios.
 Não havia este aparato dos "grandalhões" visitarem os incêndios e uma ministra da administração Interna, chorona, porque ia perder o tacho.
Não havia fardas tão bonitas, parecidas às usadas pelos astronautas e até bombeiros atearem fogos....Os bombeiros, no meu tempo, era para apagar fogos em casas.
O Tony Costa comprou uma montão de carros para não mais haver fogos em Portugal.....Monchique é a prova.
Não havia boys e girls a "chularem" à conta dos incêncios. Olhem,olhem para o astronauta encasacado como se fosse a Marte.
Não havia esta "garina" a dar conta, nas televisões a reportar o andamento e apagamento dos incêndios. Esta "garina" voltou famosa e certamente vão levar no peito uma medalha aposta pelo "Salta Pocinhas"
Não havia um ministro com cara de parvo. Bem de parvo não tem nada!!!! Esta mercadoria é "made in Macau" no tempo das maladas que o Vitorino carregava de Macau para Lisboa.
Não havia o gamanço desenfreado, da cambada que se aproveita da desgraça.
 Não havia os engravatados em lugares a fumegar, nem "Salta Pocinhas" a vestir o casaco....
Nem bombeira, que o "Salta Pocinhas" cumprimenta como uma heroina. No meu tempo a bombeira cozinhava o "cardinho" para a família e cosia as peúgas do homem e dos catraios.
Não havia salta pocinhas a dar carícias à velhota que tudo que tinha ficou em cinzas.
 O Tony Costa diz à senhora: "encosta a tua cabecinha ao meu ombro e chora...."
.
Finalmente: Tudo uma palhaçada que o pagode vai pagar com a língua de três palmos!!! De mal para pior o futuro que nos aguarda.






Fonte: http://feedproxy.google.com/~r/AquiTailndia/~3/g4FBwt8rcsc/quando-os-incendios-voltam-politicos.html


Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Anedotas
Era um homem com uma boca tão grande, tão grande, que para dizer 100 tinha que fechar metade senão dizia 200!
Sondagens
"CHAN RAK KUN" é Amor em?
Marroquino
Albanês
Tailandês
Russo
Chinês
Indiano
Hungaro
Vietnamita
Timorense
Hebraico
Ibernise
JSL

rodinha26
Galeria
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional